Nova Zelândia faz história ao lançar primeiro foguete da Península de Mahia

0
339

última atualização

Rocket Lab lança o seu primeiro foguete da Península de Mahia.

Os engenheiros da Rocket Lab começaram a analisar dados de um lançamento espacial histórico da Península de Mahia, que levou a empresa a um salto para competir na indústria multimilionária de satélites.

Lançado às 16h20 do dia 25/05 (horário local) foi o primeiro foguete de classe orbital lançado de uma estação de lançamento privado no mundo.

A Nova Zelândia tornou-se o 11º país com potencial para lançar carga no espaço, juntando-se a superpotências e pesos pesados tecnológicos. O governo saudou o lançamento como um marco importante para a indústria espacial do país.

O foguete levou três minutos para chegar ao espaço – o espaço sideral começa a 100 quilômetros acima da superfície terrestre – com uma “grande” queima de primeiro estágio, separação de estágio, ignição de segunda etapa e separação de carenagem, mas não completou sua missão planejada.

“Não chegamos à órbita e estaremos investigando por que, no entanto, chegar ao espaço em nosso primeiro teste nos coloca em uma posição incrivelmente forte para acelerar a fase comercial do nosso programa”, disse o fundador e diretor executivo Peter Beck.

“Nós somos uma das poucas empresas a desenvolver um foguete a partir do zero e fizemos isso em menos de quatro anos. Chegar tão longe quanto fizemos no primeiro vôo de teste não acontece muitas vezes”, disse ele.

“Foi uma bela missão para assistir.”

Ele deu ao voo nota 10 e uma grande festa foi realizada ontem à noite na base de operações da empresa perto do aeroporto de Auckland.